26/11/2011

Lu Guedes sintonizando a beleza

"Recorri à espada de Ogum mateiro, procurei tua trilha onde encontrar, encontrar a tua boca ávida"

Desloca. A música dela desloca a forma de consumir a música. 

Já conhecemos inúmeras receitas para o sucesso, sabemos o que alguns artistas e produtores musicais fazem para ganhar muito dinheiro com pouca qualidade.


Lu Guedes simplesmente (ainda bem) não se encaixa nessa situação. Sua arte não subestima quem consome sua música.

Com uma carinha jamaicana o som de Lu Guedes vem com um dub cheio de efeitos sonoros que dialogam com a floresta, não que seja algo com cara Amazônica em sua totalidade, mas lembra. 

Nesse clima gostoso de natureza ouvi o álbum "EletrOrquestra" durante uma manhã de chuva. Não foi uma escolha proposital, aconteceu, combinou totalmente, como poucas músicas combinam com chuva, até porque prefiro usar a chuva para dormir. Consegui me sentir tão bem e entusiasmada quanto me sinto ouvindo Fela Kuti.

Ouvi e li algumas pessoas comparando a Lu com a Bjork, tudo bem, confesso que lembra sim, mas a cantora tem mais presença e calor que a Bjork. Tem um encanto diferente, uma poesia mais grooveada, um balanço, que na minha opinião (quem sou eu né?) é bem melhor que a Bjork, ou simplesmente diferente.

O disco foi produzido pela própria Lu Guedes e co-produzido por Adelbert Carneiro. O arranjo de cordas é do maestro Luiz Pardal (que sou fã assumida).

A mixagem foi feita por Victor Rice, que já produziu os "Slackers" (haja coração) e quem quiser ouvir o som do cara, ele tem um myspace, que meu deus, é só emoção. Já a masterização ficou por conta de James Cruz.

Faz um tempo que um amigo me falou sobre a Lu Guedes, já conhecia algumas músicas dela, mas nunca tinha parado para ouvir de verdade, então mês passado ouvi pela primeira vez o segundo álbum da cantora. 

É preciso ouvir algumas vezes para sentir a mensagem da artista assim por completo. O jeito como ela deu uma nova cara para "Lua Luar" ou como nos convida para dançar em "Nayam" é sincero, tão sincero, que me sinto participativa, me sinto dentro da música batendo tambores e rodopiando enquanto Lu Guedes canta.

"Vou viver esse amor completamente, sem pensar em despedidas"

Com as essas palavras de Paes Loureiro cantadas por Lu Guedes, que espero viver cada momento, e tenho certeza que você também vai querer depois de ouvir a Lu.


Pra matar a vontade antes de comprar o álbum: "Onde moro"


3 comentários:

  1. Parabéns pelo texto! Sabe onde está à venda o CD? Na loja Ná Figueredo?

    ResponderExcluir
  2. Ah! Eu que agradeço! Se der compro o CD ainda hoje!
    E sério, seu blog é MUITO bom! Parabéns!

    ResponderExcluir