10/09/2012

Origem e talento, quem é esse artista?



Estava ouvindo umas músicas do Cartola e fiquei pensando sobre um texto infeliz que li de um jornalista falando sobre a origem humilde do cantor Criolo. Cartola era lavador de carros e Criolo cresceu na periferia. O jornalista simplesmente afirma que a música de Criolo não pode ser legitimada por causa de sua origem, que ela na verdade deveria ser desconsiderada na hora de avaliar a música do artista.

Até aí é fácil se deixar levar e concordar, mas tem coisas na vida que precisam de um mergulho maior, de uma reflexão além. Fazer música é fazer arte. A arte até onde sei e vivenciei até hoje, é a expressão mais sincera de vida do ser humano em relação ao que ele pode imaginar ou experenciar. A arte está em tudo um pouco, dependendo de como percebemos o cotidiano.Está nas palavras, na melodia e até nos números. 

Se expressar é como nascer, é um ato que vem de dentro para fora. O que precisamos lembrar é que para se expressar é preciso ter conteúdo que pese no quesito qualitativo, mesmo que ele seja reduzido ao vazio da existência. 

Até o vazio de não saber o que dizer é conteúdo para se expressar. Então por que raios devemos desconsiderar a origem do artista e sua história de vida na hora de avaliar sua música? Sei que origem pobre não valida talento, mas às vezes a origem pobre serve de tema para essa composição.

"Deixe-me ir, preciso andar, vou por aí a procurar, rir pra não chorar. Quero assistir ao sol nascer,ver as águas dos rios correr, ouvir os pássaros cantar. Eu quero nascer, quero viver"

Agora me diz se dá para desconsiderar a origem do Cartola? Alguns cantores/compositores fazem mais sentido se lidos no todo. A origem de um homem fala muito sobre ele se essa origem o influencia na criação de sua arte. Isso é um estudo antropológico, não é?! Falar sobre a infância pobre de criolo em matérias jornalisticas pode ser visto como um clichê, mas essa fase da vida do artista fala muito sobre o que ele escreve e canta. Sua pobreza não valida seu talento. Porém, seu talento está em como ele soube se expressar, como transformou o mundo, que viveu e vive, em arte que toca algumas pessoas.

Alguns dos integrantes de bandas de rock que falam sobre rebeldia e viver à margem eram de familias ricas, isso também não deve ser desconsiderado na hora de entender sobre as composições. Pelo menos para eu entender e saber sobre a origem dos artistas que gosto é importante, não para julgá-los, mas para tentar entender melhor essas cabeças que plantam tanta coisa aqui nessa cabeça de menina inexperiente que ainda está na labuta de experenciar o mundo.  

Um comentário: